segunda-feira, 12 de setembro de 2011

80 anos

E eu com o privilégio de os conhecer há cerca de 42!!

São amigos de família há muitos anos, uma colega do meu pai, o marido, a irmã do marido (a aniversariante!) e as  filhas dela. Infelizmente, o marido da aniversariante morreu há cerca de dois anos...

A última pessoa que chorei por ter morrido...

Hoje fomos lanchar com eles e, embora lá estivesse muita gente da minha idade, inclusivé as filhas, um primo delas e o ex-namorado de uma delas, passei 90% do tempo a falar com eles, os mais velhos... São pessoas de mente aberta, completamente informados do que se passa no mundo e que não se encostaram à espera que a velhice os abatesse.

São exemplos de vida, sempre foram, pois sempre os vi como se visse o meu pai a envelhecer, sempre curioso, sempre pronto a aprender, sempre pronto a ensinar o que sabia, sempre disponivel para o seu amigo!

Estes são iguais...

A falta que me farão, se um dia se forem, prmeiro que eu...

Sempre gostei deste tipo de "crescido", sempre bebi este estado de espírito e só espero poder envelhecer assim!!

Parabéns meus amigos pela vida que tiveram e pelo exemplo que deram, a quem conviveu convosco !!!

Hoje, mais uma vez,  fiquei mais rica!

6 comentários:

oops!!! disse...

Esses exemplos de vida são património Humano... e felizes os que com eles convivem!

"A falta que me farão, se um dia se forem, primeiro que eu..."

(mal de mim se eu não for primeiro que o meu filho, e seja contrariada a ordem natural do princípio da existência...)

;)

tronxa disse...

sabes oops, alturas há em que preferia ir eu primeiro, pois acho que vou sentir o que sentem os velhotes, quando os amigos de toda uma vida ja se foram...

é verdade que outros ficam, mas estes, que sao mais do que familia, pois ja ca estavam quando me começo a lembrar de mim e gosto deles, estes sao bem diferentes!!

essa coisa da ordem natural das coisas... pfff

:D

bjnhssssss

oops!!! disse...

(também já dolorosamente preferi ter ido eu primeiro, aquando da partida eterna da minha filha com a tenra idade de 2 anos...)

;)

Nina disse...

Tenho um carinho enorme pela velhice de que aqui falas. É uma velhice saudável, de gente que gosta de viver e que encara as rugas e os cabelos brancos como um bem precioso.
OS meus avós, ainda mais a minha avó, eram pessoas assim. Humildes, mas felizes.
Nos dias de hoje as pessoas parecem já não querer envelhecer.
Um gde beijinho, Tronxinha.

tronxa disse...

felizmente, nunca passei por tal, oops...!

espero nunca vir a passar por tal dor...

bjnhsssss

tronxa disse...

o problema é que o tempo nao pára, nina...

as pessoas acham que conseguiram o segredo da eterna juventude, com dietas, ginasios e outras merdas que so as fazem sentir uma maior frustraçao, um dia mais tarde... pois a idade vem, nao se esquece de ninguem e uma boa parte das pessoas acha que a velhice nao lhes vai tocar...

estou para ver como a enfrentarão...

enfim, nina... nao sabem que a vida é feita de etapas e que ha tempo para tudo.

para se ser jovem, belo, cheio de vigor. para se ser adulto e aprender a viver com qualidade. para se ser velho com boas memorias do tempo passado, mas ainda com um futuro para continuar a aprender e aproveitar para passar mais tempo com quem mais prazer lhe dá!

ha que saber viver, e a vida é composta por epocas tao diferentes... que me faz confusao esta coisa de quererem prolongar uma etapa e nao fazerem a transiçao...

mas cada um é como cada qual...

bjnhssssssssss