terça-feira, 13 de abril de 2010

Portugal e as leis

.
É engraçado o que se lê na legislação e o que vemos aplicado pela ASAE, essa maravilhosa "polícia" que em cada comerciante vê um facínora!


Hoje ando de volta da legislação do HACCP, para quem não sabe é um género de "Sistema de higiene e segurança no tratamento e manuseamento dos alimentos"!

Que a uma certa altura dita assim:
"A aplicação dos princípios do HACCP deve ser da responsabilidade de cada empreendimento em concreto.

Porém, os Estados e as empresas reconhecem que podem existir obstáculos que obstem à aplicação eficaz dos princípios do HACCP por certos empreendimentos. Isto é particularmente relevante no caso de empresas pequenas e/ou pouco desenvolvidas. Ainda que reconhecendo que, ao aplicar o HACCP, é importante que exista a flexibilidade adequada ao empreendimento, todos os sete princípios devem ser aplicados no sistema HACCP. Esta flexibilidade deve ter em consideração a natureza e a dimensão da operação, incluindo os recursos humanos e financeiros, a infra-estrutura, os processos, o conhecimento e os constrangimentos de ordem prática.

Os empreendimentos pequenos e/ou pouco desenvolvidos nem sempre dispõem dos recursos e de conhecimentos necessários no local para desenvolver e implementar um plano HACCP eficaz. Em tais casos, deve obter-se aconselhamento de outras fontes, que poderão incluir: as associações de comércio e indústria(...). Informação mais detalhada relativamente aos obstáculos à implementação do HACCP, em especial no que respeita a empreendimentos pequenos e pouco desenvolvidos, e recomendações para a eliminação desses obstáculos, pode ser encontrada em “Obstacles to the Application of HACCP, Particularly in Small and Less Developed Businesses, and Approaches to Overcome Them” (Obstáculos à Aplicação do HACCP, Em Especial em Empreendimentos Pequenos e Pouco Desenvolvidos, e Abordagens para os Ultrapassar – documento em preparação pela FAO/OMS)."


Pronto, isto foi o que eu li...

Ou seja, as alminhas deveriam chegar a um estabelecimento, ver se havia algo que representasse perigo de contaminação de alimentos e aconselharem e ajudarem a contornar esses problemas, tendo em conta os recursos do mesmo.

Ora, todos sabemos como a coisa se processa:

Está um estabelecimento em pleno funcionamento quando entram porta dentro 10 ou 15 indivíduos, com ar de brigada anti-terrorista, e começam a querer vasculhar tudo, ou seja, a meio do período de funcionamento, dão cabo de um dia de trabalho! Sim, porque os clientes não estão para estar num sítio infestado de pessoas mal educadas e mal encaradas!

Isto quando só dão conta do dia de trabalho, já não falando quando fecham uma casa porque tinha um pires que não condizia com a chávena ou algo de perigosidade igual!

Vêm com o intuito mínimo de conseguirem uma multa choruda e com o máximo de fecharem as portas, até data a determinar, isso sim é visto como glória suprema!!

Gosto de quem interpreta as leis em Portugal!

Uma lei que serviria para melhorar a qualidade dos alimentos servidos numa casa (vigiarem se os mesmos estavam em condições de frescura e qualidade), passou a ser tratado como se todos os alimentos tivessem peçonha e que não possam estar em contacto nem com a pele humana, nem com outros alimentos, mesmo estando atados, manietados e embalados em caixas herméticas tipo matrioshka, não podem estar a menos de 200 metros uns dos outros!

Passou-se do desleixo total, para a paranóia higiénica!

A quantidade de barbaridades que já ouvi falar, ao longos dos últimos anos é de bradar aos céus!

Outra coisa que adorei, foi o facto de termos de ter um controle de temperatura dos frigoríficos, isto para nós que só lá temos dentro cerveja e vinho branco... Devem ser produtos passíveis de decomposição se a temperatura não for estabilizada... É por isso que os distribuidores têm nas camionetas onde as transportam o mesmo controle de temperatura...!!!

Só vos digo uma coisa, se o Obélix fosse vivo, diria que os tugas eram doidos!!!


Já éramos vistos como criminosos por fumar, por conduzir e agora por termos um estabelecimento, realmente, é muito mais fácil fazer os comerciantes, os condutores e os fumadores pagarem o desgoverno de dinheiros deste país, do que ir à procura dos verdadeiros criminosos e dos corruptos que, esses sim, deitam a economia toda às couves!
.

8 comentários:

Imperator disse...

o problema da ASAE é basicamente uma boa parte dos inspectores saber somente assinar o nome!

De facto cá no nosso burgo, passou a haver um engolir de todas as normas sobre higiene que arrepia todos os pelinhos existentes no corpo.

mas é engraçado sair aqui do burgo e ver como é que é nos outros países.

mas ainda, o ano passado fui passear um dia a Londres, e, como a fome de vez em quando dá em chatear, almocei e jantei numa coisa parecida com os nossos snack bares ou coisa que o valha, embora de facto aqui parecesses mais pequenos restaurantes.

E em ambos os sítios, não havia casas de banho públicas como ainda, nem sequer havia um sítio onde se pudesse passar as mãos por água...

as regras de HACCP não são, tal como uma enorme tonelagem de regulamentos, de origem nacional, mas sim origem europeia, mas fico com a nítida sensação que só em Portugal ela se aplica...

... e aplica-se à bruta, sem sequer sabes destingir entre os comerciantes que sabem ler, dos que a última vez que viram uma registadora era mecânica e não eléctrica...

vá-se lá perceber isto...

Anónimo disse...

Foste visitada pelos gajos???´Ou ó post é resultado da leitura da legislação.

Tem calma, bebe muitos copos de água...não! bebe antes copos de vinho que ficas anestesiada.

Sabes que ao meu pai aconteceu em inglaterra, como conta o imperator, querer lavar as mãos antes de jantar...não havia, nem casa de banho! Qdo ele disse ao empregado que no país dele todos os estabelecimentos tinham casa de banho o outro respondeu qq coisa como, haaaapppp! quer dizer: olha este a ver se me engana, que país é esse???

beijos e bons negócios

Rui Caldeira disse...

Pessoalmente acho que os pires não condizerem com as chavenas e os amendoins serem em numero ímpar dentro das taçinhas, são os 2 grandes males da nossa sociedade hoje em dia. Agora, obviamente que se pusesses putas no bar ias ganhar muitos amigos dentro da propria ASAE . . .

tronxa disse...

pois, imperador...

neste país só o k é pa gamar dinheiro a kem trabalha é k funciona sem entraves, para irem para a estrada gamar os automobilistas, para irem um monte deles fazerem "rusgas" no comercio, ficarem sentados á espera dos impostos, tudo funciona!!!

se roubas um homem és um ladrao, se roubas muitos homens és um banqueiro, se roubas todos os homens és presidente ou ministro!!!

bjnhssssssssss

tronxa disse...

nao, miga, nao fui visitada e espero nao ser!!!

que, se eles quiserem pegar, pegam em qualquer coisa!

eu bem bebo cervejola para acalmar, mas estou sempre a espera k a bomba rebente!!!

sabes nakelas noites k sais de ca com uma certa dificuldade???? tas a ver a sensaçao que eles podem estar em kk virar de eskina??? é essa a sensaçao que hoje se vive no comercio!!!

ca merda pah!!!

acho k vou abrir uma sucursal do cidra em londres!!!

bjnhsssssssssssssssssssssss e bgda!!

tronxa disse...

no meu bar os amendoins estão sempre em numero par, rui!!!!

SEMPRE!!!

vais ter de avisar quando cá vieres, que eu arranjo umas putas da concorrencia, boa?!!??!

bjnhssssssssssss

Rui Caldeira disse...

Boaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa !!!

tronxa disse...

(o que eu faço para agradar aos clientes!!)