sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Dica: Como descarregar a raiva!



"Por vezes, quando se tem um mau dia e precisamos de o descarregar em alguém, não o faça em alguém seu conhecido. Descarregue em alguém que NÃO conheça.

Estava sentado à minha secretária, quando me lembrei de um telefonema que tinha de fazer.

Encontrei o número e marquei-o. Respondeu um homem que
disse: "Está?"

Educadamente respondi-lhe: "Estou! Sou o Luís Alves. Posso falar com a Sra.Ana Marques, por favor?"

Ficou com uma voz transtornada e gritou-me aos ouvidos: "Vê lá se arranjas a mer** do número certo, ó filho da pu**!" e desligou o telefone.

Nem queria acreditar que alguém pudesse ser tão mal educado por causa de uma coisa destas. Quando consegui ligar à Ana, reparei que tinha acidentalmente transposto os dois últimos dígitos.

Decidi voltar a ligar para o número "errado" e, quando o mesmo tipo atendeu, gritei-lhe: "És um grande parvalhão!" e desliguei. Escrevi o número dele juntamente com a palavra "parvalhão" e guardei-o.

De vez em quando, sempre que tinha umas contas chatas para pagar ou um dia mesmo mau, telefonava-lhe e gritava-lhe: "És um parvalhão!" Isso animava-me.

Quando surgiu a identificação de chamadas, pensei que o meu terapêutico telefonema do "parvalhão" iria acabar. Por isso, liguei-lhe e disse:

"Boa tarde. Daqui fala da PT. Estamos a ligar-lhe para saber se conhece o nosso serviço de identificação de chamadas!" Ele disse "NÃO!" e bateu o telefone. De seguida liguei-lhe, e disse: "É porque és um parvalhão!"

Uma vez, estava no parque do Centro Comercial e, quando me preparava para estacionar num lugar livre, um tipo num BMW cortou-me o caminho e estacionou no lugar que eu tinha estado à espera que vagasse.

Buzinei-lhe e disse-lhe que estava ali primeiro à espera daquele lugar, mas ele ignorou-me. Reparei que tinha um letreiro "Vende-se" no vidro de trás do carro, e tomei nota do número de telefone que lá estava.

Uns dias mais tarde, depois de ligar ao primeiro parvalhão, pensei que era melhor telefonar também para o parvalhão do BMW.

Perguntei-lhe: "É o senhor que tem um BMW preto à venda?"

"Sim", disse ele.

"E onde é que o posso ver?", perguntei.

"Pode vir vê-lo a minha casa, aqui na Rua da Descobertas, Nº 36. É uma casa amarela e o carro está estacionado mesmo à frente."

"E o senhor chama-se?..." perguntei.

"O meu nome é Alberto Palma", disse ele.

"E a que horas está disponível para mostrar o carro?"

"Estou em casa todos os dias depois das cinco."

"Ouça, Alberto, posso dizer-lhe uma coisa?"

"Diga!"

"És um grande parvalhão!", e desliguei o telefone.

Agora, sempre que tinha um problema, tinha dois "parvalhões" a quem telefonar.

Tive, então, uma ideia. Telefonei ao parvalhão Nº 1.

"Está?"

"És um parvalhão!" (mas não desliguei)

"Ainda estás aí?" ele perguntou.

"Sim", disse-lhe.

"Deixa de me telefonar!" gritou.

"Impede-me", disse eu.

"Quem és tu?" perguntou.

"Chamo-me Alberto Palma", respondi.

"Ah sim? E onde é que moras?"

"Moro na Rua da Descobertas, Nº 36, tenho o meu BM preto mesmo em frente, ó parvalhão. Porquê?

"Vou já aí, Alberto. É melhor começares a rezar", disse ele.

"Estou mesmo cheio de medo de ti, ó parvalhão!" e desliguei.

A seguir, liguei ao parvalhão Nº 2.

"Está?"

"Olá, parvalhão!", disse eu.

Ele gritou-me: "Se descubro quem tu és..."

"Fazes o quê?" perguntei-lhe.

"Parto-te a tromba!" disse ele.

E eu disse-lhe: "Olha, parvalhão, vais ter essa oportunidade. Vou agora aí a tua casa, e já vais ver."

Desliguei e telefonei à Polícia, dizendo que morava na Rua da Descobertas, Nº 36 e que ia agora para casa matar o meu namorado gay. Depois liguei para as cadeias de TV e falei-lhes sobre a guerra de gangs que se estava a desenrolar nesse momento na Rua da Descobertas.

Peguei no meu carro e fui para a Rua da Descobertas. Cheguei a tempo de ver dois parvalhões a matarem-se à pancada em frente de seis viaturas da polícia e uma série de repórteres de TV.

Já me sinto muito melhor.

Gerir a raiva sempre funciona."

16 comentários:

salvoconduto disse...

Boa, já sei onde me divertir!

tronxa disse...

ehehehe salvoconduto!!

há gente k merece isto e mt mais!!!!

ehehehe

Fu-Miga disse...

Bem...lá que alivia, alivia
eheheheheh

beijo

Mokas disse...

do melhor!o gajo deve ter gozado à brava!

tronxa disse...

fu...

alivia pa "cacete"

eheheheheheh

bjnhsssss de (kuase) bom fds!!

tronxa disse...

te pareço eu com as minhas ideias tronxas!!

eheheheheheh

bjnhssss mokas!

DANTE disse...

Tronxa....há que anos que eu uso essa técnica.
Dá saúde e faz crescer! lololololol

mu@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@ de bom dia tronxita

tronxa disse...

em k podias ja ter ensinado aki a amiga...

sabes k eu passo a vida irritada!!!

eheheheheheh

bjnhssssssssssssssssss de boa 6a feira pa tu miguito!!

korrosiva disse...

Eu alivio o stress logo pela manha... é acordar e começar a cantar que o stress vai logo embora.. Ficam os vizinhos com ele hahahhahahahah

Beijinhosssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss tronxinha :)))

P.S. foste linda e terminas-te o trabalho?

tronxa disse...

acabei de o acabar agora!!!
ontem estava mm desinspirada!! fosga-sssee!!!

mas ja ta... vou tarda nada a lx entrega-lo!!

bjnhsssssssssssssssssssssssssss a cantar de felicidade por ter acabado akela MERDAAAAAAAAAAAAAA!!!

korrosiva disse...

heheheheh muito lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa ;)

tronxa disse...

SOU LINDAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

SOU LINDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

SOU ESTUPIDAMENTE LINDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

Kok disse...

Sem ser grande entendido no assunto, (aliás, nem grande nem pequeno; sou mesmo uma nulidade), isso de descarregar a raiva tem os seus Quê's!
Por exemplo:
um cão ladra que se farta e se puder trinca, morde, esfrangalha e... passa-lhe (?).
Um gato mia desalmadamente durante a noite até apanhar com um balde d'água em cima do lombo ou com uma bota nas trombas.
Um Galo (que não eu), "amanda" uma bicadas nas galináceas e depois canta de galo alto e bom som.
Agora um gajo, (ou gaja), tanto pode mandar o chefe à merdança como dar uma porradas no primeiro que encontrar ao sair de casa. Mas também pode kékár desenfreadamente.
É o que acho, mas dada a minha ignorância no assunto, é possível que esteja errado.

tronxa disse...

olha kok... eu se puder escolher prefiro nem ter raiva...

é assim k ando a maior parte do tempo...

KNOPPIX disse...

Ahahahahahahahahahahahahahah Tronxa, esta história está demais, o que eu me ri looooooooooooooooool, tens de me dar o nº dos 2 parvalhões, deve ser mm bom insulta-los e libertar a raiva acumulada lol

Beijocas

Tajudine disse...

HAHAHAHA, demais...eu tava com raiva e escrevi no google "como descarregar a raiva" e fui parar a este blog...ri-me tanto k a raiva passou...fazer isto nunca me passou pela cabeça